segunda-feira, 27 de junho de 2011

UMA FÉ QUE PODERÁ SER BOMBARDEADA

"Expomos sem medo nossa fé ao mundo para que nos provem que estamos errados. Porque, se isto for possível, quanto mais cedo o fizerem melhor será para nós." (Stanley Jones)

"Com relação ao sofrimento, a atitude de Cristo foi tão diferente que surpriendeu o mundo todo. Ele aceita e usa de bom grado o caminho do sofrimento! O homem normalmente evita o sofrimento, a filosofia explica, mas nada muda; o Senhor, porém, usou o sofrimento e, por meio dele, sem explicação, tudo veio a ser mudado totalmente." (próprio)

"A cruz representava o ódio, e Jesus a transformou numa revelação de amor. Não seria um milagre se ele tivesse sido salvo da cruz. Milagre foi a salvação da humanidade por meio dela. Hoje temos uma porta aberta, esperança de um novo dia, porque Jesus é a ESTRELA DA MANHÃ e não do entardecer." (Stanley Jones)

O QUE ENSINAVA FREUD SOBRE AS RELIGIÕES:

"Ele se dizia "judeu completamente ímpio" e "irremediável pagão". Para ele o cristianismo era uma verdadeira ilusão que deveria ser eliminada. Como todas as demais religiões, era um sinal de neurose. Ele ensinava que a religião nasceu do medo que o homem primitivo sentia do grande universo que o circundava e que ele não podia dominar. Portanto, a religião pertence à infância da raça. O homem precisa crescer e sair da infância, o que significa deixar a religião. Ele chama as narrativas bíblicas de "contos de fada". (Jay E.Adams - livro "Conselheiro Capaz")

NOTA: A palavra ímpio significa incrédulo (Grande Dicionário Etimológico Prosódico de Silveira Bueno).

POSICIONAMENTO ANTIFREUDIANO:

          Se a idéia de Freud fosse correta, a saber, a idéia de que problemas surgem sempre que o Id (sexo e agressão) tenha sido reprimido por uma consciência ou super-ego demasiado existente, então nossa época deveria ser caracterizada por boa saúde mental, amplamente difundida, ao invés de ser o que é, uma época de problemas pessoais em número sem paralelo. Deveria ser, porque os nossos dias são permissivos, e não repressivos. Se já houve algum tempo em que a tampa da pressão foi retirada, em que se desenvolveu ampla e franca rebelião contra a autoridade e a responsabilidade, esse tempo é o nosso. Contudo, muitidões sem precedentes estão aproblemadas. Se o freudismo estivesse certo, o povo mais imoral, ou no melhor dos casos, o mais amoral deveria ser o mais sadio. Mas os fatos mostram que o oposto é o que sucede. As pessoas não estão nos sanatórios psiquiátricos e as que buscam aconselhamento, invariavelmente estão metidas em grandes dificuldades relacionadas à moral. "Dificuldades morais" nem sempre têm a ver com violações sexuais; estas são apenas um aspecto. Imoralidade de toda espécie, irresponsabilidade para com Deus e os homens (isto é, a quebra dos mandamentos de Deus), acham-se predominantemente entre as pessoas que têm problemas pessoais.
          Mas está fermentando uma revolução, mormente restrita ainda ao campo da psicologia. Há um número crescente de cidadãos jovens e vigorosos que começaram a pôr em dúvida as idéias tradicionais de Freud e Rogers. Dentre os nomes alinhados dentro desse movimento posso mencionar Steve Pratt, William Glasser, G.L.Harrington, William Mainord, Perry London e O.H.Mowrer. O último da lista é o chefe oficioso do movimento.
          A essência do ataque dirigido por esse movimento contra o sistema institucionalizado pode ser resumido em breves palavras: O novo movimento é antiteticamente oposto à formulação freudiana da irresponsabilidade. Com efeito, Mowrer indaga se podemos substituir o Modelo Médico por um Modelo Moral. Thomas Szasz, em seu livro, The Myth of Mental Illness (O Mito da Doença Mental) responde que sim. Na tradição de Harry Stack Sullivan, Szasz intitula sua psiquiatria de "teoria da conduta pessoal". Os advogados da revolução insistem neste ponto: Devemos continuar falando do Id reprimido? Replicam que não. Em lugar disso, declaram eles, é tempo de falar do super-ego (consciência) suprimido. Dizem mais: Havemos de procurar remover os sentimentos de culpa (isto é a falsa culpa)? Nunca; ao contrário, devemos reconhecer a culpa como algo real, e lidar diretamente com ela. A culpa psicológica é o medo de ser posto às claras. E o reconhecimento a que chega a pessoa de que violou os seus padrões. É o pesar de não ter agido como sabe que deveria agir. Além disso, eles insistem em que a ventilação dos sentimentos tem que ser substituida pela confissão do erro cometido. Não estarão falando mais de problemas emocionais, mas de problemas de conduta. Afirmam a expressão "doença mental" deve ser substituida por palavras que indiquem comportamento irresponsável. Gente antes vista como fugitiva da realidade agora é considerada como procurando evitar ser descoberta. Os revolucionários, naturalmente, recusam-se a por-se ao lado dos desejos, mas, antes, fazem todo empenho para colocar-se ao lado dos deveres.
          O novo movimento não pode ser posto de lado levianamente. A "terapia" (a palavra é incoerentemente mantida pela maioria deles) aplicada por aqueles que esposam a nova idéia tem alcançado dramático sucesso, em contraste com os fracassos freudianos.

(Transcrito do livro "Conselheiro Capaz" de 1970, escrito por Jay E. Adams, pgs. 31-32)

sábado, 25 de junho de 2011

EXPRESSÕES PARA INTROSPECÇÃO:

1. "Se não formos governados por Deus, inevitavelmente, seremos regidos por tiranos." (William Penn)

2. "O homem sempre estará prostrado; compulsoriamente cativado por seu próprio egoísmo ou,  voluntariamente, diante da grandeza e majestade de Deus." (próprio) 

3. "Os atos de um Estado que contrariam as leis de Deus são imorais, ilegítimos e tirânicos. A tirania já foi definida como governar sem a sanção divina." (Francis A. Schaeffer)

4. "Autoridade existe no ser humano quando o conteudo de sua própria vida pode influenciar positivamente outras pessoas, naturalmente, isto é, sem as imposições do autoritarismo." (próprio)

5. "Saúde e felicidade devem ser buscadas pela santidade e não, simplesmente, pela remoção das dificuldades." ( Jay E. Adams)



VIVER "NO ESPIRITO"

          "Estar no Espírito prova aos crentes que eles já estão transferidos do estado natural de existência para o sobrenatural. Eles estão "no Espírito", o que significa que eles não estão mais na carne. Pois estar no Espírito é apenas uma forma de manifestação do estar-em-Cristo. Ambas são descrição de um e do mesmo estado.
          Como resultado do estar no Espírito, os crentes são erguidos acima de todos as limitações do estar-na-carne. Através do Espírito a verdadeira Circuncisão, a do coração, é realizada neles. No Espírito a Nova Aliança toma forma. O Espírito é a Nova Lei que dá vida, enquanto que a Velha Lei, a da letra, apenas torna o pecado manifesto e por isso libertou o homem de morrer. O Espírito dá aos crentes a segurança de que eles são Filhos de Deus, e de que estão justificados à Sua vista. Através do Espírito eles sentem em seus corações o amor com que eles são amados por Deus.
          Aos Romanos 8.1-2 - "Agora, pois, já nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus. Porque a lei do Espírito da vida, em Cristo Jesus, te livrou da lei do pecado e da morte."

                                                             *****

(Albert Schweitzer - três doutorados: Teologia, Medicina e Música. Na música foi o maior organista do seu tempo e o principal intérprete de Bach. Nasceu em Kayserberg, Alsácia, aos 14 de janeiro de 1875 e estudou nas universidades de Extrasburgo, Paris e Berlim. A sua grande obra, pela qual se tornou conhecido no mundo inteiro, foi embrenhar-se nas selvas da África equatorial em 1913, na longínqua Lambarene, onde fundou um hospital (num velho galinheiro remodelado), para curar os nativos enfermos daquele continente. Por esse abenegado trabalho recebeu, merecidamente, o prêmio Nobel da Paz em 1953.)

Nota: O texto acima foi extraido do livro de Schweitzer "O Mistissismo de Paulo Apóstolo"(1929); leia ainda, do mesmo autor, "A Busca do Jesus Histórico" (1911), publicados no Brasil pela Editora Cristã Novo Século. O diário do Dr.Albert Schweitzer em Lambarene, na África, foi publicado por Edições Melhoramentos, sob o título "Entre a Água e a Selva".

sexta-feira, 24 de junho de 2011

COMO RESOLVER UM PROBLEMA

          HÁ TRÊS MANEIRAS PELAS QUAIS BUSCAMOS RESOLVER OS PROBLEMAS:
          1. O primeiro caminho é aquele pelo qual os animais tentam resolver sua diferenças. Como são considerados irracionais, porquanto são desprovidos de uma racionalidade bem desenvolvida a semelhança dos humanos, seus recursos são bicadas, ferroadas, dentadas, picadas, marradas, manotadas, chifradas, coices, isto é, quase sem exceção, toda ação está calcada na violência, na força bruta. Infelizmente, muitas vezes o ser humano também segue por esse caminho, deixando de ser homem e por meio de chutes, pontapés, murros, se identifica com os irracionais. Isso estamos comumente vendo hoje nas escolas, no trânsito, nos campos de futebol e até nas assembléias legislativas. Já é sabido de todos que, por essa via, nada se resolve; antes, pelo contrário, o resultado é sempre o mais fatídigo possível, qual seja, o agravamento do problema.
          2. O segundo meio utilizado, e talvez o mais comum, é o recurso da justiça humana estabelecida. Por esse meio, quando há um determinado conflito que não possa ser resolvido pelas partes, este deverá ser levado ao conhecimento dos magistrados (autoridades jurídicas) para que seja instaurado processo judicial,
e assim o problema possa ser equacionado. Depois de inquiridos os fatos de ambos os lados, de acarear as testemunhas, de montar toda a documentação, os autos do processo, o juiz designado vai julgar e
proferir a senteça sobre a questão. Tal veredito, por mais que seja feito com retidão, imparcial, equânime, mesmo assim traz sempre  descontentamento às partes, nunca é de todo satisfatório, principalmente porque a veiculação disso tudo é puramente humana, mesmo que as leis estejam sempre sendo aperfeiçoadas. Nós, seres  humanos, somos inperfeitos!!!
          3. O terceiro caminho a ser seguido para a solução de um problema foi-nos apontado por Deus. Portanto, é divino, não é humano. E, como sempre os caminhos de Deus são singelos, descomplicados e ao alcance de todos, esse também está disponibilizado a todos. É o caminho da confissão do pecado, do ressarcimento, do perdão, da expiação da culpa, da iluminação que advém pela luz meridiana da verdade de Deus, do amor que, aplicado às nossas vidas, cicatriza todas as feridas ainda que latejantes. E, uma cicatriz nos faz lembrar o que aconteceu, mas não dói. E, o problema só estará verdadeiramente tratado quando não fica mais dor, nem culpa, nem medo, nem vergonha, nenhuma dessas sequelas traumáticas. Somente dessa forma estaremos totalmente libertos, para viver com alegria a liberdade dos filhos de Deus. Aleluia!!!
           

segunda-feira, 6 de junho de 2011

MEU MODELO


Ele foi amigo das crianças.... também dos pequeninos, dos humildes...
nasceu em uma manjedoura, entre animais...,
viveu em lar modesto... foi filho de um carpinteiro!
Correu descalço pelas ruas de Nazaré,
cidade pequena, inexpressiva, obscura...
e, durante todo tempo conviveu mais com os desafortunados
que com os magnatas de sua época!
Chegou a ser designado: "Amigo de publicanos e pecadores"!

Precisamos ter inveja de alguém assim?
Mas, Ele foi acusado, condenado, crucificado por inveja!
Sim, a classe dominante o entregou por inveja,
diz-nos o texto sagrado.
Como poderia alguém ser acusado e invejado ao mesmo tempo?

Senhor Jesus,
mesmo que tenha sido assim e, por isso mesmo,
te és o MEU MODELO, és o meu Mestre.
Quanto mais te considero, tanto mais te admiro,
mais meu coração se apega ao teu!
Ainda que tenhas tido tanta oposição, barreiras a transpor,
quero seguir-te os passos e passar por essa mesma senda.
Esse é o único caminho digno de ser trilhado!

Não desejo ser tratado de maneira diferente.
E, ainda que rejeitado, repudiado, ridicularizado,
quero buscar o que buscaste e amar o que amaste.
E que nada, absolutamente nada,
venha desviar-me os pés dessa vereda bendita.

Portanto, ajuda-me Senhor, a prosseguir
com os olhar cravado em ti.
Haverá, porventura, nesta terra, coisa mais apaixonante
que seguir teus passos?

                          Maringá, 14 de janeiro de 1995

quinta-feira, 2 de junho de 2011

VOCÊ É CRISTÃO DE FATO?

       
           ENTÃO, CONFIRA:
          O cristão autêntico não precisa das leis humanas para conduzir sua vida, porque se pauta pela lei divina e esta é superior. Tal lei foi denominada por Tiago (Tg.1.25) como "LEI PERFEITA, LEI DA LIBERDADE", segundo a qual, somos bem-aventurados.
          Portanto, o cristão não precisa de advogado, processo jurídico, para resolver seus problemas, ainda que sejam os mais intrincados; a não ser, aqueles que, compulsoriamente, são impingidos sobre sua vida pela estrutura social.
          Por que, então, nos sobrepomos às leis seculares? Justamente porque temos uma lei superior, muito mais eficiente, procedente do grande amor de Deus. Consequentemente, não devemos reduzir os princípios eternos do Reino de Cristo às colocações egoísticas e transitórias deste mundo caído.
          Onde encontramos, nas leis terrenas, expressões como as de Romanos 12.17-21? "Não torneis a ninguém mal por mal; esforçai-vos por fazer o bem perante todos os homens; se possível, quanto depender de vós, tende paz com todos os homens; não vos vingueis a vós mesmos, amados, mas dai lugar à ira; porque está escrito: A mim pertence a vingança; eu é que retribuirei, diz o Senhor. Pelo contrário, se o teu inimigo tiver fome, dá-lhe de comer; se tiver sede, dá-lhe de beber; porque, fazendo isto, amontoarás brasas vivas sobre a sua cabeça. Não te deixes vencer do mal, mas vence o mal com o bem".
          Vale lembrar que Deus não é injusto (Jó.8.3) e não há impunidade no seu governo. Os atos pecaminosos serão todos expiados. Se houver arrependimento sincero, a expiação terá sido feita pelo Cordeiro, na cruz. Contudo, a hediondeza do pecado é sempre evidenciada pelas consequências que acompanham o ato pecaminoso. "Aquilo que o homem semear, isso também ceifará"- Gl.6.7.
          Não é maravilhoso pertencer ao Reino de Deus?!

terça-feira, 31 de maio de 2011

A LUTA CONTRA O TABAGISMO


HOJE, 31 DE MAIO, O DIA DA LUTA CONTRA O TABAGISMO:
Os prejuísos desse vício são incontáveis; mas, iremos enumerar apenas alguns desses prejuísos, para que você que é dominado por essa escravidão, venha ponderar um pouco mais sobre o que está trazendo para a sua própria vida.

1. Encurtando os seus dias, o que indica falta de amor a sua própria vida.
2. Estragando a saúde - um bem precioso.
3. Sendo dominado por um vício, quando o homem, como ser superior, foi colocado para ter domínio sobre todas as coisas - Gn. 1.26.
4. Gastando dinheiro (o suor do rosto) com aquilo que não é pão - Gn.3.19.
5. Comprometendo diretamente os sentidos da gustação e olfação que ficam prejudicados.
6. Incomodando pessoas ao seu redor com as baforadas fétidas de fumaça.
7. Exalando sempre o mau odor da boca.
8. Modificando a voz que passa a ser roca, em função do comprometimento da laringe e das cordas vocais.
9. Podendo provocar incêndio, principalmente com as bitucas do cigarro.
10. Passa a ser mendigo, pedinte, porque, quando lhe falta cigarro ou fogo, não se envergonha em pedir estas coisas aos circunstantes.
NO SÉCULO XX, MORRERAM EM TODO O MUNDO, DIRETA OU INDIRETAMENTE POR CAUSA DO TABAGISMO, MAIS DE 150 MILHÕES DE SERES HUMANOS. FUMAR PODE PARECER UM BOM CAMINHO; MAS, SAIBA É UM CAMINHO DE MORTE - Pv.14.12, Pv.16.25. 

A MULHER ESPECIAL


"Mulher virtuosa, quem a achará? O seu valor muito excede o de finas joias" - Pv. 31.10.

          Provérbios fala de uma mulher muito especial, conhecida como virtuosa. Ela tinha um relacionamento correto com o marido, pois este confiava nela; ela lhe fazia bem todos os dias; e ele a elogiava publicamente. Também tinha um relacionamento correto com os filhos, pois trazia em seus lábios palavras de sabedoria e bondade e seus filhos levantavam-se para chamá-la de mulher feliz. Essa mulher tinha ainda um relacionamento correto com o próximo. Empresária com muitos compromissos, ela também coidava da sua casa e não se esquecia dos pobres.
          Ela se relacionava saudavelmente com ela mesma, pois embora se vestisse com elegância, sabia que enganosa é a graça e vã a formosura, mas a mulher que teme ao Senhor, essa será louvada. Mais importante do que tudo, a mulher virtuosa tinha intimidade com Deus. Ela temia ao Senhor e a força e a dignidade eram seus vestidos. A biografia dela pode ser resumida assim: louvada pelo marido, pelos filhos, pelas suas obras e pelo próprio Deus. Você (mulher) não gostaria de imitar essa mulher virtuosa?
          (Extraido do "Cada Dia" - 14.05.2011)

domingo, 22 de maio de 2011

BRASIL - PAÍS DOS ABUSOS


COMPOSIÇÃO DO PREÇO DA GASOLINA NO BRASIL

1 litro de gasolina é composto de 800 ml de gasolina pura "A" (80%), que custa R$ 0,80
mais 200 ml de alcool anidro (20%), que custa ................................................  R$ 0,24
totalizando um custo de ...................................................................................  R$ 1,04

Os impostos federais (CIDE, PIS/CONFINS) somam.....................................  R$ 0,44
e os impostos estaduais (ICM) são na ordem de ..............................................  R$ 0,64
num total de ....................................................................................................  R$ 1,08

O custo de produção mais os impostos totalizam .............................................  R$  2,12
(sendo que os impostos custam mais que a produção)
A distribuidora, o transporte e o lucro dos postos somam em média ................   R$  0,35
Num total aproximado de ...............................................................................   R$  2,47
Hoje, com os abusos de um lado e outro, a gasolina tem se aproximado dos....   R$  3,00

O governo não se manifesta ante os aumentos dos combustíveis e, na verdade, não tem nenhum interesse em que sejam barateados, porque só tem a ganhar com isso. Quem gasta por mês 200 litros de gasolina, por exemplo, paga R$ 494,00 (se for o preço justo que seria R$ 2,47 p/litro) e o erário público vai açambarcar desse montante R$ 216,00, sem nenhuma despesa ou risco. Por essa razão, também, tem interesse de que os carros sejam financeados, porque 48% do total do valor pago vai para os cofres públicos, além do emplacamento, IPVA, licença, seguro obrigatório, pedágio, multas e tudo mais. Isso tudo, sem se incomodar, de fato, se há ou não espaço suficiente para tantos carros, nas ruas e nas estradas. Nos últimos 30 anos, nenhuma estrada significativa foi construida neste país. E, as que foram construidas no passado, nem mesmo são conservadas hoje. Onde está, nesta nação, o senso da responsabilidade??? 

sexta-feira, 20 de maio de 2011

DIA DO GARI

          Dia 16 último foi o "Dia do Gari". Nada mais justo do que um dia especial - pelo menos - para que tais trabalhadores sejam lembrados e reconhecidos por todos, dada a importância do serviço que realizam.
Todavia, o que mais me impressionou foi que, em Curitiba, um desses trabalhadores ofereceu aos colegas um concerto de música clássica, tocando ele próprio seu violino, em parceria com seu filho.
          Na verdade, ele é professor de violino; mas, tornara-se gari porque os seus alunos de música foram se rareando, a tal ponto que se viu obrigado a buscar um outro meio de adquirir proventos e sustentação para sua família. O serviço honesto e digno que lhe apareceu foi ser gari e, abraçando essa tarefa, encontrou nela um meio de servir, no ambiente em que vive.
          Esse é o nosso Brasil!!! Não que o trabalho de gari seja menos digno que outras ocupações... longe disso. Mas, se fosse um outro país, como Itália, Alemanha, Bélgica, Rússia e outros, jamais um professor de música clássica deixaria de ser aproveitado na sua própria função. Não somente seria suficientemente remunerado como professor, assim como faria parte das fabulosas orquestras sinfônicas ali existentes.
          Inicilmente, queremos dizer que NÃO SE VALORIZA, NESTE PAÍS, A MÚSICA INSTRUMENTAL, e muito menos a música clássica. Esta, por sua vez, é fato, exige do ouvinte racionalidade meticulosa, análise dos seus detalhes, mas é justamente nisso que está o enobrecimento da alma humana e o grande benefício que nos traz essa arte.
          A música de alto valor tem variações melódicas, harmônicas, rítmicas e de expressão; e, quando devidamente apreciada, fala profundamente à alma e ao coração. No Brasil, infelizmente, são utilizados os sons baladeiros, carregados de rítmos, porém, pobres de valores melódicos e harmônicos. Tais sons são mais direcionados ao corpo do que à alma. Por isso mesmo, são até prejudiciais e chegam por vezes à excitação da violência.
          Portanto, parabens ao gari de Curitiba, homem inteligente e culto, mesmo realizando um trabalho desdenhado por muitos!!! Com essa iniciativa de oferecer aos colegas esse presente, mostrou-se, também,
capaz de transitar, com a mesma habilidade e dedicação, entre o duro trabalho do gari e a maestria sublime do violinista digno da maior admiração. Oxalá, tivéssemos milhares e milhares de brasileiros com a têmpera desse ignoto, porém, honrado gari de Curitiba. 

EDUCAÇÃO DE FILHOS POR MEIO DA SUBJETIVAÇÃO DE PRINCÍPIOS

Quando educamos não devemos levar em conta apenas o que a criança faz, ou deixa de fazer; mas, o que está em sua mente, por meio das emoções que são manifestadas no momento. A mente, ou mais propriamente, a consciência moral revela o ser que está sendo formado no interior da criança. As suas ações apenas externam, evidenciam esse ser que, logicamente, está por trás das ações. Se trabalhamos somente os atos e não as atitudes de uma criança, poderemos estar repassando costumes, hábitos, legalismo, mas isso nem sempre corresponde a uma boa formação do caráter, aquilo que deve ser priorizado. Por essa razão, a Bíblia diz que, no processo educativo dos filhos, devemos "inculcar" os princípios eternos (permanentes) nos corções dos nossos filhos - Dt. 6.5-7.

quarta-feira, 11 de maio de 2011

A PLENITUDE DE CRISTO ESTÁ CONOSCO...


1. QUANDO A PAZ DE CRISTO TRANQUILIZA NOSSO CORAÇÃO
"Seja a paz de Cristo o árbitro em vosso coração, à qual, também, fostes chamados em um só corpo; e sede agradecidos".

2. QUANDO A PALAVRA DE CRISTO NORTEIA NOSSA VIDA:
"Habite, ricamente, em vós a palavra de Cristo; instruí-vos e aconselhai-vos mutuamente em toda sabedoria, louvando a Deus, com salmos e hinos, e cânticos espirituais, com gratidão, em vosso coração".

3. QUANDO FAZEMOS TUDO EM NOME DE CRISTO PARA A GLÓRIA DE DEUS:
"E tudo o que fizerdes, seja em palavras, seja em ação, fazei-o em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai" Cl. 3.12-17

quinta-feira, 28 de abril de 2011

CUIDE DO SEU CORAÇÃO - I Samuel 16...


Foi a gota d'água. Saul já não podia continuar reinando sobre Israel. Deus o rejeitou. Precisava de um novo rei. Alguém segundo o seu coração. Encontrou um dos filhos de Jessé, o belemita, a quem Samuel, o profeta, faria uma visita especial. Estaria entre seus oito filhos o monarca para a nação?
Samuel ficou encantado com o mais velho. Era alto, formoso e de estatura adequada. Certamente está perante o Senhor o seu ungido - pensou. Mas o Senhor lhe advertiu: "Não atentes para a sua aparência. Deus não vê como o homem vê. Este vê o exterior, eu, o coração". Com estas palavras, estabeleceu um dos mais importantes princípios da verdadeira espiritualidade. Deus conhece o coração!
Os critérios de avaliação que Deus usa são interiores, não exteriores. Seu olhar atento ao que se passa no íntimo é um convite à pureza de intenções. Diz que devemos preferir a ética à estética; investir em valores morais, emocionais e espirituais. Qual a importância de uma bela roupa, quando há rancor e amargura? Qual a beleza de um rosto, quando há tristeza e desânimo na alma?
Jesus reforçou o princípio da interioridade quando ensinou aos discípulos que tanto o pecado como a santidade nascem do coração. Sendo Deus, conhecia a verdade sobre os que dele se aproximavam. Sondava-lhes os pensamentos e via-lhes por trás das aparências. Percebia suas motivações. E não poucas vezes desafiou os religiosos da época, a quem chamou de sepulcros caiados. Dele foi profetizado que "não tinha aparência, nem formosura", mas "vimos sua glória como do unigênito do Pai".
Davi nem presente estava quando seus irmãos desfilaram para Samuel. Não estava aparente. Mas era conhecido do Senhor. Sua história estava apenas começando: a história de um homem segundo o coração de Deus. História de todos quantos preferem cuidar do coração a zelar pelas aparências. Quer participar?
(Pr. Marcelo Gomes - Primeira IPI de Maringá-PR) 

Morre David Wilkerson, fundador do Desafio Jovem e autor de "A Cruz e o Punhal"


Morre David Wilkerson, fundador do Desafio Jovem e autor de "A Cruz e o Punhal"
Pastor David Wilkerson (foto), 79 anos, fundador da Igreja de Times Square, em Nova Iorque morreu ontem (27), em acidente de carro no Texas, de acordo com uma fonte próxima à CBN News.
Seu primo Rich Wilkerson confirmou a sua morte, por meio do Twitter. Ele confirmou a morte de “meu querido primo David Wilkerson”, que perdera “a vida num trágico acidente de carro esta tarde”, disse e após pediu orações. Ele deixa quatro filhos e 11 netos.
Wilkerson estava acompanhado de sua esposa Gwen. Ela foi levada para o hospital e os detalhes do acidente ainda não estão completos, conforme a CBNNews. Ela permanece em estado crítico.
Ele havia postado em seu blog, ainda hoje, um artigo em que fala sobre “quando tudo falhar”. Nele incentiva o enfrentamento diante de dificuldades, sempre com a firmeza na fé.
“Para quem vai pelo vale da sombra da morte, ouça esta palavra: o choro vai durar por algum escuro, noites horríveis, e em que a escuridão em breve você vai ouvir o sussurro do Pai: “Eu estou com você”, escreveu Wilkerson.
“Amado, Deus nunca deixou de agir, com bondade e amor. Quando falham todos os meios, o seu amor prevalece. Segure firme a sua fé. Permanecei firmes na sua Palavra. Não há outra esperança neste mundo”.

Vida e obra
Pastor Wilkerson passou a primeira parte do seu ministério, aproximando-se de membros de gangues e viciados em drogas em Nova Iorque, como disse em seu livro, o best-seller A Cruz e o Punhal.
Seu trabalho deu o start no mundo às atividades cristãs de recuperação de dependentes químicos, por meio de centros de recuperação. Em 1971, começou a World Challenge, Inc. como um guarda-chuva para suas cruzadas, conferências, evangelismo e outros ministérios.
Igreja de Times Square foi fundada sob os parâmetros do grupo em 1987. Atualmente ela é liderada pelo pastor Carter Conlon e tem mais de 8 mil membros.

Fonte: Fronteira Final






sábado, 23 de abril de 2011

VIDA EM PLENITUDE

         
                      Se não temos conteúdo de vida, com valores imprescindíveis e absolutos, sempre que houver uma ofensa qualquer, esta irá romper a casca de aparente tranquilidade de nossa vida e o nosso orgulho ferido e violência virão à tona. Se não há plenitude de vida em nós, as nossas carências nos levarão à manipulação das pessoas ao nosso redor e não poderemos edificá-las, porque nós mesmos precisaremos de edificação.
                    Há duas coisas que buscamos basicamente: segurança e valorização. E, verdadeiramente, ninguém poderá nos dar essas coisas a não ser Deus. As pessoas, ainda que sejam as mais queridas, nos decepcionam porque são imperfeitas. Os maridos frustram suas esposas, as esposas desapontam os maridos, os pais erram na educação de seus filhos, os filhos envergonham seus pais, por que, a bem da verdade, todos temos nossos defeitos.
                     Quando não estamos supridos com os valores absolutos, precisamos sempre de alguns anestésicos e cobramos valorização, consideração, amor e até bajulação. Caso contrário, o que se assomará em nossa vida será o conflito, a indisposição, o revanchismo. Como é extremamente complicado conviver com pessoas carentes que, constantemente, nos cobram os suprimentos para as suas necessidades emocionais.
                     O Senhor nos recebe assim como somos, podendo suprir em Cristo Jesus cada uma das nossas necessidades, Fp. 4.19, nos dando a sua riqueza e segurança (visto que é por sua graça e, evidentemente, não há medo em perder o quinhão que recebemos, sabendo que os dons de Deus são irrevogáveis - Rm.11.29) porque dimanam da fidelidade do nosso Salvador.
                   Isso não quer dizer que em Cristo temos, como que um colete a prova de balas para os sofrimentos da vida; mas, se sofremos, ainda que injustamente, IPd. 4.14, isso não subtrai a nossa segurança e senso de valor, visto que já fomos valorizados por ele. Nosso propósito será sempre honrar ao nosso Salvador, edificando as pessoas com as quais convivemos, por mais negativas que sejam as suas reações. Deus estará sempre suprindo nossas necessidades de fé, amor, paz e segurança.
                     Se vivemos usando estratégias humanas para atingir a felicidade que sonhamos, os valores sem os quais não se vive (apenas se debate com a vida) estaremos sempre manipulando as pessoas e as coisas que nos cercam. Se for isso que vivemos, será isso que estaremos repassando aos nossos filhos e, logicamente, também eles serão manipuladores e não edificadores para a glória de Deus.
                     Será que o desejo de receber carinho e atenção não poderá ser legítimo? Sim, desde que seja desejo não motivado pela carência. Deus, no seu relacionamento conosco, supre mais as necessidades que os desejos, Sl. 37.4, por meio dos valores absolutos, uma vez que somente ele pode nos trazer esse suprimento. Mas, criou o mundo inteiro, os seres animados e inanimados, as coisas, a mulher, o homem, o casamento, a família, o trabalho, para a satisfação dos nossos desejos. Portanto, é Deus quem nos fornece as motivações para uma vida com significado.
                        Sem o conhecimento dos caminhos de Deus, e com um grande vazio dentro de si, o homem usa o que tem e sabe que lhe dará prazer, ainda que momentâneo. Assim ocorre com o uso do sexo, das drogas, da bebida, "ad infinitum, ad nauseam". Só que não se chega à solução de um problema espiritual e psicológico, pelo prazer momentâneo, físico e superficial. É o mesmo que tomar um analgésico, com um tumor no cérebro. No momento a dor passa e tem-se a impressão de ter sido corado; mas, o efeito do remédio passa e o tumor continua lá.
                       Quando não temos o prazer espiritual, a verdadeira alegria de viver, precisamos dos prazeres efêmeros, para sufocar o grito e clamor da alma. Se não fôssemos criados a imagem e semelhança de Deus, isso bastaria. Se fôssemos apenas como os animais, um tufo de capim e uma fêmea no cio... isso já estaria ótimo. É que Deus nos fez quase eternos, Ec. 3.11, com capacidade de corresponder a sua expectativa, na realização de seus mais elevados propósitos.
                        Assim, nos diz Agostinho: "Fizeste-nos para ti e inquieto estará o nosso coração, enquanto não descansar em ti". Aleluia!!!

quarta-feira, 20 de abril de 2011

JOSÉ DE ALENCAR


"Peço a Deus que não me dê nenhum tempo de vida a mais, a menos que eu possa me orgulhar Dele".

"Não tenho medo da morte; o que eu tenho medo é da desonra. Quando o homem perde a honra, ainda que vivo, está morto".

"Se Deus quiser levar-me, ele não precisa de um câncer para isso; mas, se ele não quiser levar-me, câncer nenhum será capaz disso".

José de Alencar revelou-nos grande sabedoria, glorificando ao Senhor nos momentos dolorosos de sua enfermidade!... Impressionante!!!

quinta-feira, 14 de abril de 2011

DECLARAÇÃO DE BENS

    
   O pai moderno, muitas vezes perplexo e angustiado, passa a vida inteira correndo como um louco em busca do futuro, esquecendo-se do agora. Nessa luta, renuncia ao presente. Com prazer e orgulho, a cada ano, preenche sua declaração de bens para o Imposto de Renda. Cada linha acrescida foi produto de muito trabalho. Lotes, casas, apartamentos, sítios, casa de praia, automóvel do ano - tudo isso custou dias, semanas, meses de luta. Mas ele está sedimentando o futuro de sua família. Se partir derepente, já cumpriu sua missão e não vai deixá-la desamparada.
     Para ir escrevendo cada vez mais linhas na sua relação de bens, ele não se contenta com um emprego só - é preciso ter dois ou três; vender parte das férias; levar serviço para a casa. E um tal de viajar, almoçar fora, fazer reuniões, preencher a agenda - afinal ele, um executivo dinâmico, não pode fraquejar.
     Esse homem se esquece de que a verdadeira declaração de bens, o valor que efetivamente conta, está em outra página do formulário do Imposto de Renda - naquelas modestas linhas, quase escondidas, onde se lê: RELAÇÃO DE DEPENDENTES. São os filhos que colocou no mundo, a quem deve dedicar o melhor do seu tempo.
     Os filhos pequenos não estão interessados em propriedades e no aumento da renda familiar. Eles só querem um pai para conviver, dialogar e brincar. Os anos passam, os meninos crescem, e o pai nem percebe, porque entregou-se de tal forma à construção do futuro, que não participou de suas pequenas alegrias; não os levou nem os buscou no colégio, nunca foi a uma festa infantil, não teve tempo para assistir a coroação de sua filha como Rainha da Primavera. Um executivo não deve desviar sua atenção para essas bobagens. São coisas para desocupados.
     Há filhos órfãos de pais vivos, porque estão entregues a sua própria sorte - o pai, para um lado; a mãe para o outro, e a família, desintegrada, sem amor, sem diálogo, sem convivência, não experimenta o sabor do relacionamento interpessoal. É a convivência que solidifica a fraternidade entre irmãos, abre caminho no coração, elimina problemas e resolve as coisas na base do entendimento. Há hoje irmãos crescendo como verdadeiros estranhos, que só se encontram de passagem em casa. E, para ver os pais, é quase preciso marcar hora.
     Depois de uma dramática experiência pessoal e familiar vivida, a mensagem que tenho para dar é: NÃO HÁ TEMPO MELHOR APLICADO DO QUE AQUELE DESTINADO AOS FILHOS.
     Dos 18 anos de casado, passei 15 absorvido por muitas tarefas, envolvido em várias ocupações e totalmente entregue a um objetivo único e prioritário; construir o futuro para três filhos e minha mulher. Isso me custou longos afastamentos de casa; viagens, estágios, cursos, plantões no jornal, madrugadas no estúdio da televisão... Uma vida sempre agitada, tormentosa e apaixonante, na dedicação à profissão - que foi, na verdade, mais importante que minha família.
     Agora, estou aqui com o resultado de tanto esforço: construi o futuro, penosamente, e não sei o que fazer com ele, depois da perda de meu filho e minha filha. De que vale tudo que juntei, se esses filhos não estão mais aqui, para aproveitar isso com a gente? Se o resultado de 30 anos de trabalho fosse consumido agora por um incêndio e, desses bens todos, não restasse nada mais do que cinzas, isso não teria a menor importância; não iria provocar o menor abalo em nossa vida, porque a escala de valores mudou e o dinheiro passou a ter peso mínimo e relativo em tudo.
     Se o dinheiro não foi capaz de comprar a cura de meu filho que se drogou e morreu; não foi capaz de evitar a fuga de minha filinlhinha, que saiu de casa e prostituiu-se, e dela não tenho mais notícias, para que serve? Para que ser escravo dele?
     Eu trocaria - explodindo de felicidade - todas as linhas da declaração de bens por duas únicas que tive de retirar da relação de dependentes: os nomes de dois dos filhos. E como doeu retirar essas linhas da declaração de 1986, ano base 1985. Luiz Otávio morreu aos 14 anos e Priscila figiu um mês antes de completar 15.

TRANSCRITO:  Depoimento do jornalista Hélio Fraga.

quinta-feira, 7 de abril de 2011

AS CRISES NO CONTEXTO SOCIAL

         
          Não é preciso ser um especialista para ver que a família moderna está em profunda crise. O nosso distanciamento dos propósitos de Deus tem nos levado às grandes desilosões do momento. Agora mesmo, estamos perplexos, com os acontecimentos do Rio de Janeiro, em que uma escola do bairro Realengo foi invadida por um atirador celerado, matando e ferindo alunos e funcionários.
          A falta da verdadeira comunhão com Deus (não religiosidade - isso temos por todos os lados), consequentemente gerando a falta de fé e amor regeneradores, tem nos levado à uma vida conjugal extremamente frágil que desemboca, evidentemente, em deficiências do relacionamento dos casais e na educação de seus filhos. Resumindo, temos a sociedade mergulhada em carências e conflitos, lançando-se por caminhos ínvios e imprevisíveis.
          Desde o "ficar" até o namoro inconsequente, do compromisso de morar juntos até o encontrar-se esporadicamente, da troca de parceiros aos acompanhantes ocasionais, dos companheiros e companheiras do mesmo sexo até às orgias de grupos, tudo isso tem sido buscado por essa sociedade doentia que não consegue, por si mesma, os valores fundamentais e imprescindíveis para a vida com significado. Como disse alguém: "O homem tenta viver sem Deus, mas não consegue viver sozinho".
          Estamos no caminho da degeneração e autodiluição da sociedade humana. Alguns já estão até mesmo defendendo a tese de que família é coisa do passado, que é instituição problemática, inviável, e que a harmonia do lar não passa de quimera, ou sonho irrealizável. Por isso tudo, já se pensa até na liberação total do sexo (de maneira animalesca), num relacionamento social interpessoal sem as bases institucionais da família, isto é, num "salve-se quem puder".
          O que é trágico, nisso tudo, é que até mesmo as igrejas (que se dizem cristãs), inconscientemente, vão paulatinamente assimilando esse estado de coisas. Temos em nossas mãos o antídoto, o remédio para a reação necessária frente ao progresso do mal e, no entanto, não estamos reagindo conforme deveríamos. Logicamente, esses males não chegam tão rapidamente ao nosso meio; todavia, sorrateiramente vão penetrando, minando aos poucos nosso ambiente, em consequência da nossa passividade e vulnerabilidade.
          Será que o evangelho está falhando!!!??? Será que não podemos obter vitória diante dessa luta? Não será mais possível vencer o mal com o bem? O poder das trevas tornou-se mais eficiente que o poder da luz? O egoismo, porventura, triunfará sobre o amor? Não é a fé superior a incredulidade? Certamente que sim, em Cristo somos mais que vencedores, somos a luz do mundo, temos a fé que vence... e vence o mal com o bem. Em Deus está a nossa força e tudo quanto precisamos.


Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou.Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir,
Nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor.
Rm.8.37-39

O amor seja não fingido. Aborrecei o mal e apegai-vos ao bem.
Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros.Não sejais vagarosos no cuidado; sede fervorosos no espírito, servindo ao Senhor;Alegrai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, perseverai na oração;Comunicai com os santos nas suas necessidades, segui a hospitalidade;Abençoai aos que vos perseguem, abençoai, e não amaldiçoeis.Alegrai-vos com os que se alegram; e chorai com os que choram;Sede unânimes entre vós; não ambicioneis coisas altas, mas acomodai-vos às humildes; não sejais sábios em vós mesmos;A ninguém torneis mal por mal; procurai as coisas honestas, perante todos os homens.Se for possível, quanto estiver em vós, tende paz com todos os homens.Não vos vingueis a vós mesmos, amados, mas dai lugar à ira, porque está escrito: Minha é a vingança; eu recompensarei, diz o Senhor.Portanto, se o teu inimigo tiver fome, dá-lhe de comer; se tiver sede, dá-lhe de beber; porque, fazendo isto, amontoarás brasas de fogo sobre a sua cabeça.Não te deixes vencer do mal, mas vence o mal com o bem.
Rm. 12.9-21

A noite é passada, e o dia é chegado. Rejeitemos, pois, as obras das trevas, e vistamo-nos das armas da luz.Andemos honestamente, como de dia; não em glutonarias, nem em bebedeiras, nem em desonestidades, nem em dissoluções, nem em contendas e inveja.Mas revesti-vos do Senhor Jesus Cristo, e não tenhais cuidado da carne em suas concupiscências.
Rm.13.12-14

Porque ela é ministro de Deus para teu bem. Mas, se fizeres o mal, teme, pois não traz debalde a espada; porque é ministro de Deus, e vingador para castigar o que faz o mal.Portanto é necessário que lhe estejais sujeitos, não somente pelo castigo, mas também pela consciência.Por esta razão também pagais tributos, porque são ministros de Deus,atendendo sempre a isto mesmo.Portanto, dai a cada um o que deveis: a quem tributo, tributo; a quem imposto, imposto; a quem temor, temor; a quem honra, honra.A ninguém devais coisa alguma, a não ser o amor com que vos ameis uns aos outros; porque quem ama aos outros cumpriu a lei.Com efeito: Não adulterarás, não matarás, não furtarás, não darás falso testemunho, não cobiçarás; e se há algum outro mandamento, tudo nesta palavra se resume: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo.O amor não faz mal ao próximo. De sorte que o cumprimento da lei é o amor.E isto digo, conhecendo o tempo, que já é hora de despertarmos do sono; porque a nossa salvação está agora mais perto de nós do que quando aceitamos a fé.A noite é passada, e o dia é chegado. Rejeitemos, pois, as obras das trevas, e vistamo-nos das armas da luz.Andemos honestamente, como de dia; não em glutonarias, nem em bebedeiras, nem em desonestidades, nem em dissoluções, nem em contendas e inveja.
ICo.13.4-13

Portanto, não sejais seus companheiros.Porque noutro tempo éreis trevas, mas agora sois luz no Senhor; andai como filhos da luz(Porque o fruto do Espírito está em toda a bondade, e justiça e verdade);Aprovando o que é agradável ao Senhor.E não comuniqueis com as obras infrutuosas das trevas, mas antes condenai-as.Porque o que eles fazem em oculto até dizê-lo é torpe.Ef.5.7-12

E todos estes, tendo tido testemunho pela fé, não alcançaram a promessa,Hb.11.39

Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado.IJo. 1.7

Porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo, a nossa fé.Quem é que vence o mundo, senão aquele que crê que Jesus é o Filho de Deus?
IJo.5.4-5


Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos.Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos,Sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons,Traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus,Tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela. Destes afasta-teIITm.3.1-5

sábado, 26 de março de 2011

O PERIGO DAS ORAÇÕES MÁGICAS

         
        "Um dos efeitos colaterais do evangelho da prosperidade material é que ele prende as pessoas num nível superficial, ou até mesmo ausente de intercessão. O máximo que as pessoas se envolvem é com suas próprias necessidades financeiras e com seus problemas pessoais. Dessa forma é que alguns deixam de ser abençoados e até prolongam seu sofrimento. Jó só teve sua situação restaurada quando tirou os olhos de si mesmo e intercedeu pelos amigos acusadores. Foi através da intercessão que o seu cativeiro foi revertido.
          Uma vida de oração voltada apenas para as necessidades pessoais pode traumatizar o dom da intercessão da Igreja. Esta ênfase de satisfazer caprichos pessoais, em detrimento das verdadeiras conquistas do Reino, tem produzido pessoas ineficientes na batalha espiritual e embotado o crescimento qualitativo da Igreja.
          Precisamos mais que uma oração mágica de um "superpastor" que tudo o que consegue é apenas viciar as pessoas numa fila de oração. As pessoas estão acostumadas a transferir seus problemas e responsabilidades para os outros, e a forma como as tratamos só reforça essa situação. A pregação do evangelho que centraliza as necessidades humanas e não a cruz e o senhorio de Cristo está corrompido pelo humanismo secular. Dessa forma, podemos entender a estranha advertência que Jeremias recebeu de Deus:
         "Tu, pois, não ores por este povo, nem levantes por ele clamor ou oração, nem me importunes; pois eu não te ouvirei" - Jr.7.16....
          Deus não se sensibiliza com nossa autopiedade, ou com uma atitude de subjugamento espiritual, por mais que estejamos sofrendo. Esse sofrimento, muitas vezes, é a forma de Deus enfatizar um chamado a um posicionamento espiritual para o qual estamos ensurdecidos, ou até mesmo que escolhemos ignorar. Deus se move por princípios. A oração precisa ser amparada por uma coerência com os princípios do Reino de Deus.
         "Se vós permanecerdes em mim, e as minhas palavras permanecerem em vós, pedi o que quiserdes e vós será feito" - Jo.15.7"....

(Marcos de Souza Borges - Coty) do livro "Avivamento do Odre Novo".

sexta-feira, 25 de março de 2011

DIA MUNDIAL SEM CARNE


Dia 20/03/ último foi denominado de "Dia Mundial Sem Carne". Por que reduzir o consumo de  carne, se é um alimento tão apreciado? Mas, será que não estamos exagerando com esse alimento bom, rico em proteínas, porém perigoso, sobretudo em excesso? Não será melhor substituir o "prazer de comer" - durante uma refeição - pelo "prazer de viver bem" o tempo todo? Vamos analisar convenientemente essa questão:
No Brasil, 45 milhões de pessoas têm acesso restrito à água, 45% de toda água doce é gasta na pecuária. Para a produção de 1kg de trigo, são gastos 42 litros de água; para 1kg de soja, cerca de 500 litros; para a produção de 1kg de carne, são gastos 15 mil litros de água. O desperdício de água para a produção de carne não se justifica, já que podemos nos alimentar diretamente de grãos, frutas, legumes e verduras. Se os cereais utilizados na alimentação de animais de corte fossem utilizados na alimentação humana, poderíamos acabar com a fome no mundo.
De acordo com a ONU, a pecuária emite 18% dos gases causadores do aquecimento global, sendo a maior responsável por esse fenômeno, à frente de todos os meios de transporte juntos. Mais de 3 mil hectares da floresta amazônica são desmatados por ano para a criação de gado, e as queimadas para a produção de pastagens colocam o Brasil entre os 5 países mais poluidores do mundo.
Se no passado a criação de animais era tarefa de pequenos produtores e suas famílias no campo, hoje a competição por preços mais baixos levou o agronegócio a tratar animais como meros objetos, e não como seres sencientes. Todavia, muitos animais são capazes de estabelecer profundos laços afetivos com o homem, além de possuirem sistema nervoso central como o nosso. Mesmo assim, continuam a ser abatidos aos milhares todos os dias, pelo atual processo de produção industrial de alimento.
Uma alimentação balanceada, com exclusão de todos os tipos de carne, é perfeitamente saudável e recomendada, pela Associação Dietética Americana e pela ONU. A dieta sem o consumo de carne reduz consideravelmente o risco de doenças como: obesidade, hipertensão, doença arterial coronariana, problemas cardiovasculares, colesterol alto, diabetes, câncer pulmonar e colo-retal. As fontes dessas informações são da UNESCO, SVB, FAO e ONU. A comemoração do dia foi desenvolvida pela Universidade Estadual de Maringá - UEM.

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Entrevista Com Billy Graham

Billy Graham Fala sobre a velhice e sobre os evangélicos nos dias atuais

O evangelista diz que “às vezes cruzou a linha” na política “, e que a velhice pode ser um momento solitário”, e adverte os evangélicos de serem “vítimas de nosso próprio sucesso.
”Mesmo através de sua luta com a sua audição, visão, e outros problemas de saúde na sua nona década, Billy Graham continuou a fazer o que ele fez com todos os presidentes americanos desde Harry Truman.
No ano passado, ele se reuniu e orou com o presidente Obama e, em dezembro, ele se encontrou novamente com o ex-presidente George W. Bush. Mas se ele pudesse voltar e fazer tudo de novo, ele disse ao Cristianismo Hoje, que teria se mantido afastado da política.
Desde a morte de sua esposa há quase quatro anos, ele passa a maior parte de seu tempo em sua casa em Montreal. Embora raramente aparece em público, seu filho Franklin Graham disse que seu pai gostaria de pregar novamente, mas a data não está confirmada.

Leia abaixo algumas das perguntas feitas pela Christianity Today, a Billy Graham:

- Que conselho o senhor daria para as pessoas que estão envelhecendo?
 
Primeiro, aceite como parte do plano de Deus para sua vida, e agradeça-lhe todos os dias pelo dom da vida daquele dia. Nós olhamos para a velhice como algo a ser temido, e é verdade que não é fácil.
Eu não posso dizer honestamente que eu gosto de estar velho não ser capaz de fazer a maioria das coisas que eu costumava fazer, por exemplo, e ser mais dependente dos outros, e enfrentando os desafios físicos que eu sei que só vão piorar.
A velhice pode ser um momento solitário, a filhos espalhados, cônjuge e amigos que se foram.
Mas Deus tem um motivo para nos manter aqui (mesmo que nem sempre entendamos isso), e precisamos recuperar a compreensão bíblica de que a vida e a longevidade são dons de Deus e, portanto, como algo bom. Várias vezes a Bíblia menciona pessoas que morreram “em um boa velhice “.
Então, parte do meu conselho é aprender a estar contente, e que só vem quando aceitamos a cada dia como um dom de Deus e compromete-lo em suas mãos. As palavras de Paulo são verdadeiras em cada etapa da vida, mas especialmente à medida que envelhecemos “piedade com contentamento é um grande ganho” (1 Tm 6:06)..
A outra parte do conselho que eu daria é o outro lado da moeda, por assim dizer. É assim: À medida que envelhecemos, devemos focalizar não só o presente, mas mais e mais sobre o céu. Este mundo, com todas as suas dores e tristezas e dos encargos, não é nosso lar definitivo.
Se conhecemos a Cristo, sabemos que temos “uma herança que jamais poderá perecer, macular ou desbotar, temos reserva nos céus para vós” (1 Ped. 1:4). Eu sei que não vai demorar muito para eu estar indo lá, e estou ansioso por esse dia. Céu nos dá esperança e faz com que as nossas cargas presentes sejam mais fáceis de suportar.

O que senhor diria para os filhos que têm pais idosos?
 
Quando somos jovens geralmente não pensamos muito sobre envelhecer, ou sobre os nossos pais envelhecerem ou não pensamos nada sobre isso. Mas isso vai acontecer, se eles viverem o tempo suficiente. Então a primeira coisa que eu diria para aqueles cujos pais estão envelhecendo é estarem preparados para isso, e aceitarem o que lhe traz responsabilidades.
Então sejam pacientes com eles. Eles podem não ser capazes de fazer tudo que já fizeram, mas isso não significa que eles são necessariamente impotentes ou incompetentes. E estajam atentos às suas necessidades, incluindo as suas necessidades emocionais e espirituais.
Às vezes, eles só precisam saber que você está lá, e que você se importa com eles. Seja sensível também. Às vezes eu tenho visto as crianças se tornarem pesadas e insensíveis ao lidar com seus pais que estão envelhecendo, isso só causa ressentimentos e mágoas.
Por outro lado, pode tornar-se necessário intervir e insistir que lhe entreguem as chaves do carro, ou deixá-lo lidar com suas finanças, ou mesmo arranjá-los para ir a um lugar onde eles terão um melhor atendimento. Eles podem resistir, e você precisa se colocar no lugar deles e perceber o tumulto que essas alterações podem causar-lhes.
Mas eles precisam perceber que você está fazendo isso porque os amam e querem o melhor para eles. E orar para eles, que eles venham experimentar a paz e o conforto de Deus à medida que envelhecem. Algum dia você vai estar lá também, e o que você faz agora vai ser um exemplo para seus filhos.

Se você pudesse, você iria voltar e fazer algo diferente?
 
Sim, claro. Eu passaria mais tempo em casa com minha família, e eu estudaria mais e pregaria menos. Eu não teria realizado tantas palestras, incluindo algumas das coisas fiz ao longo dos anos que eu provavelmente não precisava realmente fazer, casamentos e funerais e dedicatórias de construção, coisas assim.
Sempre que eu aconselho alguém que sente o chamado para ser um evangelista, eu sempre instá-los a guardarem o seu tempo.
Eu também me mantiria afastado da política. Eu sou grato pelas oportunidades que Deus me deu para ministrar às pessoas em lugares altos, as pessoas no poder têm necessidades espirituais e pessoais, como todos os outros, e muitas vezes eles não têm ninguém para conversar. Mas olhando para trás,eu sei que às vezes cruzei a linha, e eu não faria isso agora.

Quais são as questões mais importantes para os evangélicos de hoje?
Eu sou grato pelo o ressurgimento evangélico que temos visto em todo o mundo no último meio século ou mais. Ele realmente foi obra de Deus. Não era assim quando eu comecei, e estou espantado com o surgimento de novos seminários evangélicos e de organizações e igrejas, uma nova geração de líderes comprometidos com o evangelho, e assim por diante.
Mas o sucesso é sempre perigoso, e precisamos estar atentos e evitar que nos tornemos vítimas de nosso próprio sucesso. Será que vamos influenciar o mundo para Cristo, ou o mundo vai nos influenciar?
Mas a questão mais importante que enfrentamos hoje é a mesma que a igreja tem enfrentado em cada século: Será que vamos alcançar o mundo para Cristo? Em outras palavras, vamos dar prioridade ao mandato de Cristo de ir por todo o mundo e pregar o evangelho?
Ou vamos nos virar cada vez mais para dentro, presos em nossos próprios assuntos internos ou polêmicos, ou simplesmente nos tornarmos mais e mais confortáveis em nossa posição?vivendo a igreja para dentro e não para fora.
As questões centrais do nosso tempo não são econômicos, políticos ou sociais, por mais importantes que sejam. As questões centrais do nosso tempo são morais e de natureza espirituais, e o nosso chamado é para declarar o perdão de Cristo, esperança e poder de transformação para um mundo que não O conhece e segui-Lo. Nunca nos devemos esquecer isso.
(Traduzido e Adaptado por: Padom – Via ChristianityToday)




quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

CURSO EDUCAÇÃO DE FILHOS NAS ESCOLAS

EDUCAÇÃO DE FILHOS NAS ESCOLAS

Depois de ouvirmos muitos relatos e vários pedidos de muitas partes do Brasil sobre este assunto, decidimos encarar a situação das escolas de forma concreta e planejada. O ano de 2010 nos proporcionou algumas experiências que nos esclareceram e definiram a vocação que o GROWING FAMILIES INTERNATIONAL – GFI possui para atuar no ambiente escolar.
A primeira delas se deu quando empreendemos a abertura de um grupo do CURSO COMO CRIAR SEUS FILHOS com pais e professores de alunos da ESCOLA SHUNJI NISHIMURA na cidade de POMPÉIA/SP. Com 30 participantes, o grupo funcionou no que chamamos de modelo ampliando, onde o grupo se reunia para assistir os vídeos e depois era dividido em três grupos de 10 para aprofundamento e reflexão. A Experiência foi um sucesso!
O segundo marco foi quando o casal fundador do GFI esteve na cidade de VILA VELHA/ES em Abril de 2010, realizando uma palestra para Diretores e Pedagogos da Rede Municipal de Ensino. Algo extraordinário aconteceu, e de tal forma que em Fevereiro de 2011 a experiência se repete na mesma cidade, para dar continuidade ao que foi semeado na vida dos profissionais, desta vez incluindo também os professores.
Ao longo de 2010 escolas públicas municipais e estaduais receberam a visita dos diretores nacionais do GFI para levar a mesma mensagem a alunos, pais e profissionais da área de educação. A EMEF Olímpio Cruz em Marília/SP foi uma destas escolas. Centenas de pessoas se reuniram por duas vezes para receber instrução e. por mais de uma hora, deram toda a atenção aos diretores nacionais.
Londrina promoveu o maior destes eventos em Agosto de 2010. O auditório do Colégio Londrinense ficou lotado tendo a presença de vários secretários municipais de educação, diretores, pedagogos, policiais militares, membros do conselho tutelar e outras entidades representativas da sociedade londrinense. A Secretária Municipal de Educação, anfitriã do evento, classificou como fundamental a introdução dos conceitos apresentados pelo Dr. Gary Ezzo e pelo Diretor Nacional do GFI, Dinart Barradas, nas escolas e famílias para que o ambiente escolar volte a encontrar os seus melhores dias.
Fomos tomados da convicção de que a Escola é um ambiente extremamente compatível com os fundamentos do GFI. Desenvolvemos, a partir disto, um plano para apoiar as igrejas e escolas que desejam introduzir o CURSO COMO CRIAR SEUS FILHOS como uma ferramenta para aprimorar as habilidades dos pais e responsáveis, e também dos profissionais da educação, no que diz respeito à formação moral da criança.
Vale dizer que em Pompéia este curso foi aprovado pelo CMDCA – Conselho Municipal da Criança e do Adolescente para ser adotado em todos os estabelecimentos da Rede Municipal de Ensino em um projeto em parceria com a Prefeitura, CMDCA, Vara da Infância e Juventude e Igrejas da cidade.
Assista ao vídeo que foi produzido com estas informações e acompanhe a nossa de agenda treinamentos para habilitar-se na condução de grupos com pais e professores.